Pecar é negar a Deus o direito que Ele tem de ser obedecido

Pelo Padre Manoel José Gonçalves Couto

Considera, pecador, que o pecado é o pior mal do mundo. Tu pelo pecado te rebelas contra Deus, tratas a Deus por inimigo, e desprezas a Deus. Quando pecas, dá as costas a Deus, para voltares a face ao demônio.

Pecar é negar a Deus o direito que Ele tem de ser obedecido. É tirar-Lhe a coroa e pisá-la. É levantar a mão e descarregar-Lhe uma bofetada. É atirar-Lhe flechas para o matar. Finalmente, é crucificá-lo, diz o apóstolo. Que maior mal! Que maior injúria! O pecador anda em guerra com Deus. Vive alistado debaixo das bandeiras do demônio. O pecador diz a Deus com suas obras: “- Apartai-Vos de mim; eu sou com o demônio, por isso não Vos quero obedecer, não Vos quero servir, nem amar, nem Vos quero reconhecer por meu Criador, nem Vos quero ter por meu Deus, porque o meu Deus são as minhas paixões, são os meus interesses, são os meus divertimentos, são os meus regalos, são as minhas riquezas, o meu deus é o demônio”.

Que ingratidões! Que desatino! O homem criado por Deus, cheio de benefícios  divinos, rebelar-se contra o mesmo Deus. , ofendê-Lo, desprezá-Lo, fazer-Lhe guerra juntamente com o demônio. Deus diz ao homem: “- Eu sou o teu Deus, eu fui quem te deu o ser. Fui eu que te livrei da escravidão do demônio. Eu criei-te à minha imagem e semelhança. Criei-te para o Céu. Remi-te com o meu próprio sangue. E para que consigas esta bem-aventurança eterna, eu te mando que observes a minha Lei.” E responde o pecador com as suas obras: “ – Não quero observá-la. Não quero deixar as minhas inclinações. Quero fazer as minhas vontades e a Vossa Lei pouco me importa.” Ó, quanto és temerário! Quanto és atrevido! Queres assim zombar de Deus? E poderá Deus sofrer tantas ingratidões sem castigar-te? Miserável pecador! Ai de ti, pois grande juízo te espera!

Tu quando pecas perdes todas as tuas boas obras

Quanto melhor serias se com lágrimas e verdadeiro arrependimento lhes pedira perdão? Tu quando pecas perdes todas as tuas boas obras. Perdes as confissões. Perdes as comunhões. Perdes as tuas missas, as tuas rezas, os teus jejuns, as tuas esmolas, as tuas penitências. Quão grande estrago faz um só pecado mortal numa alma! Perde-se num momento tudo quanto se tem lucrado talvez em vinte, cinquenta ou mais anos. Além disso, o pecado faz perder a verdadeira paz interior, deixando a alma temerosa, inquieta, atormentada. Enquanto qualquer pessoa viver no pecado, nada merecerá, ainda que faça todas as boas obras que tem feito todos os Santos do mundo!

O pecado obscurece e cega o entendimento do pecador, e o faz viver em um abismo de trevas, ficando cego nas coisas espirituais. O pecado endurece o coração do pecador e o torna tão perverso, que nem os benefícios o abrandam, nem as ameaças o espantam, nem os bons conselhos, nem os bons exemplos o fazem emendar muitas vezes. O pecado não detestado traz consigo novos pecados, e conduz uma alma de mal a pior até malhar com ela no inferno.

Algumas consequências do pecado

O pecado causa enfermidades, abrevia os dias de vida, empobrece as famílias e separa os casais. O pecado é o que faz vir os terremotos, as pestes, as fomes, as guerras e todos os outros males do mundo. Foi o pecado, e só um pecado, que transformou milhões de milhões de anjos em milhões de milhões de demônios. Foi o pecado, e só um pecado, que lançou Adão fora do Paraíso com toda a sua geração. Foi o pecado que fez vir o dilúvio sobre o mundo inteiro, onde acabou tudo, menos oito pessoas. Foi o pecado que fez chover fogo e enxofre sobre as cidades infames, onde também tudo pereceu, menos três ou quatro pessoas. Foi o pecado que destruiu a Nínive, e carregou de pragas o Egito. Finalmente, o pecado é um mal tão grande e causa na alma tão grande nódoa, que nem as lágrimas de todos os homens do mundo, ainda que cada um chorasse um tão grande mar delas que chegasse desde a terra até aos céus, eram incapazes de a lavar.

Que lágrimas tens chorado, pecador?

E que lágrimas tens chorado, pecador, para lavar tão grandes nódoas com que tens manchado a tua alma? Ah! andas rindo e divertindo. Pois desengana-te: hás de chorá-las, ou neste mundo com um verdadeiro arrependimento para assim te purificares juntamente com o sangue de Jesus Cristo, ou no outro. Mas, lá hão de ser no inferno, hão de ser eternas e infrutuosas. Deixa pois já o pecado, que é um monstro o mais horrível. É um desacato contra Deus, é um desprezo de Deus, é a morte das virtudes, é a perda da felicidade eterna, é o veneno do demônio, é finalmente a cadeia do inferno. Quebra pois essa cadeia pecador. Quanto mais demora e mais pecados, maiores dificuldades. Conhece, pecador, tuas misérias, e converte-te já para Deus enquanto Ele te chama e convida para a penitência. Ele agora quer perdoar-te, por isso não lhe fujas mais, nem abuse mais da sua misericórdia.

E como nada podes sem a divina graça, recorre à Mãe das graças, dizendo:

“Minha Mãe, ajudai-me, Senhora. Eu estou em pecado, estou em um estado o mais miserável e o mais lamentável. Nem sequer mereço que ponhais em mim os vossos puríssimos olhos. Porém, sei que sois a Mãe das graças e o refúgio dos pecadores, e que tendes grandes desejos de os ajudar. Reparai minhas misérias, e tende piedade de mim. Ajudai-me, porque quero verdadeiramente me salvar. De vós eu espero todas as graças que me são necessárias para fazer uma boa confissão, emendar toda a culpa, e dar-me todo a Deus.”

Adaptação do texto do Padre Manoel José Gonçalves Couto, na obra “Missão Abreviada”.

Uma consideração sobre “Pecar é negar a Deus o direito que Ele tem de ser obedecido”

  1. “O pecado endurece o coração do pecador e o torna tão perverso, que nem os benefícios o abrandam, nem as ameaças o espantam, nem os bons conselhos, nem os bons exemplos o fazem emendar muitas vezes”.
    Quantos pecados nós cometemos todos os dias. Acabamos caindo no relativismo, comodismo, no orgulho e tantos outros pecados e nao queremos nos converter. Mea culpa, mea culpa…
    Otimo texto.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s