MÊS DE MARIA – Oitavo dia: A glória da Santíssima Virgem no mistério da encarnação

1. Fica sendo Rainha do Universo;
2. É enriquecida com todos os dons da graça ;
3. É elevada à dignidade de Mãe de Deus.

ORAÇÕES PARA TODOS OS DIAS DO MÊS

Oração preparatória

Abri, Senhor, a minha boca para louvar o vosso Santo Nome. Purificai também o meu coração de todos os vãos, perversos e estranhos pensamentos, iluminai meu entendimento, inflamai minha vontade para que digna, atenta e devotamente possa fazer esta devoção e mereça ser atendido diante de vossa Divina Majestade. Por Jesus Cristo, Senhor Nosso. Amém.

V. Sede em meu favor, Deus onipotente.
R. Em me socorrer sede diligente.
V. Glória seja ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo também.
R. Como era no princípio, seja agora e sempre. Amém.

Invocação ao Espírito Santo

Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo de vosso amor.
V. Senhor, enviai o vosso Espírito e tudo será criado.
R. E renovareis a face da terra.

ORAÇÃO

Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a iluminação do Espírito Santo, fazei que nos regulemos segundo o mesmo Espírito e que gozemos sempre da sua consolação. Por Jesus Cristo, Senhor Nosso. Amém.

Oração de São Bernardo à Santíssima Virgem

Lembrai-vos, ó puríssima Virgem Maria, que nunca se ouviu dizer que algum daqueles que tem recorrido à vossa proteção, implorado vossa assistência e reclamado vosso socorro, fosse por vós desamparado. Animado eu pois com uma igual confiança a vós, Virgem entre todas singular, como a Mãe recorro. De vós me valho; e gemendo com o peso de meus pecados, me prostro a vossos pés. Não rejeiteis minhas súplicas, ó Mãe do Filho de Deus humanado; mas dignai-vos de as ouvir propícia, e de me alcançar o que vos rogo. Amém.

Ato para antes da meditação

Eu estou na presença de Deus. Ele me vê, me ouve e penetra até o íntimo de minha alma, descobrindo nela os meus mais recônditos pensamentos e afetos. Ah, como poderei sustentar a face do Deus de toda a santidade? Sendo tão miserável pecador, quando penso em minhas numerosas infidelidades, em tantos e tão enormes atentados que tenho cometido contra o meu Criador, o temor e o remorso se apoderam de mim e quase não me atrevo a levantar os olhos para o céu… A vós me socorro, ó divina Maria. Por toda a parte vos ouço chamar o refúgio dos pecadores, a consolação dos aflitos, a Mãe de misericórdia; sede pois o meu refúgio, minha esperança, minha Mãe, e alcançai-me o perdão de vosso adorado Filho.

Piedosíssima Virgem, bem conheceis minha ignorância e fraqueza. Sem os auxílios da graça não sou capaz de bem algum; nem mesmo posso ter um bom pensamento, nem excitar um bom sentimento em minha alma. Dignai-vos, vós mesma ensinar-me a orar. Afastai de mim todas as distrações, derretei o gelo de meu coração, inspirai-me atenção, recolhimento e fervor para fazer bem esta oração.

A glória da Santíssima Virgem no mistério da encarnação

1. Fica sendo Rainha do Universo;
2. É enriquecida com todos os dons da graça ;
3. É elevada à dignidade de Mãe de Deus.

Primeiro Ponto: A Santíssima Virgem fica sendo Rainha do Universo

Considerai que o abatimento do Verbo encarnado no seio de Maria a eleva de um modo tão admirável que, de vassala que era como as outras criaturas, fica sendo Rainha do Céu e da terra, porque o Filho que concebe em seu casto seio é o Rei dos reis, o Soberano Senhor do Universo, que se sujeita a ela e lhe obedece como os outros filhos obedecem e se sujeitam a suas mães. Regozijemo-nos vendo a nossa Mãe elevada hoje sobre o trono, não para governar somente os Anjos e os homens, mas para governar o Rei do Céu. Admiremos, adoremos o Verbo divino, comprazendo- -se em obedecer a Maria com a mais perfeita submissão. Rendamos-lhe graças por ter elevado tanto esta augusta Mãe com seu abatimento. Unamo-nos a todos os Anjos e bem-aventurados para o louvar incessantemente pela honra que neste dia lhe concedeu.

Segundo Ponto: A Santíssima Virgem é enriquecida com todos os dons da graça

Maria, na Encarnação de seu Filho, é elevada à posse de todas as riquezas. Não digo que ela então ficasse mais rica dos bens da terra, mas sim que foi cumulada com todos os bens do Céu. Ainda que Maria fosse ornada de todas as graças antes da Encarnação, em certo modo ela só as possuía como um bem estranho, e de um modo dependente e precário. Mas, sendo Mãe de Deus, recebe-as como um bem, que por assim dizer, lhe pertence como próprio, e do qual pode dispor à sua vontade, visto que recebeu então em seu seio o autor de todas as graças que, fazendo-se seu filho, a tornou depositária de todos seus tesouros para os distribuir aos homens. Dirijamo-nos, pois, a esta divina Mãe com a mais terna confiança. Peçamos-lhe com fervor que faça derramar sobre nós as preciosas graças de salvação que tanto havemos mister.

Terceiro Ponto: A Santíssima Virgem é elevada à dignidade de Mãe de Deus.

Maria, pelas humilhações de Jesus Cristo na Encarnação, passa da qualidade de serva à dignidade de Mãe de Deus. A maior qualidade a que se pode imaginar; qualidade que a faz muito superior aos Anjos e Santos; qualidade que lhe dá incontestáveis direitos à nossa veneração, respeito e amor. Ó grandeza inefável de Maria! Quem ousará levantar os olhos para vós, se ninguém há, senão Deus, que possa conhecer o que vós sois, e se ainda que todos os Espíritos bem-aventurados por toda a eternidade não falassem senão da vossa dignidade de Mãe de Deus, nunca poderiam assaz louvá-la!? Mas, sendo vós tão grande e tão augusta, quão respeitosas adorações não devemos todos os dias tributar-vos! Se destes a vida a um Deus, o que não devemos esperar do socorro de vossa proteção eficacíssima?

ORAÇÃO

Bendita sejais eternamente entre todas as mulheres, ó Virgem Maria, porque não só possuis todas as graças, mas o próprio autor de todos os bens. Eu vos congratulo com todos os Anjos e Santos pelos tesouros infinitos que vosso Filho vos comunicou. Mas, sendo vós tão rica, ó Virgem Santíssima, e achando-se em vossas mãos todos os tesouros do Céu, o que não devo eu esperar de vós?! Por muito miserável que eu seja, nada tenho que temer, se a vós me dirigir. Tendes tudo quanto me é necessário, e tendes poder e vontade de me dar tudo quanto eu vos pedir. Entrego-vos, pois, ó minha Mãe amabilíssima, a minha alma e o meu corpo, todas as minhas esperanças e consolações, minha indigência e miséria, a minha vida e a minha morte, enfim, entrego-vos tudo o que tenho, tudo o que sou; e em todas as minhas necessidades recorrerei com inteira confiança à vossa maternal bondade. Sim, Virgem Santíssima, em vós, depois de Jesus, ponho toda a minha confiança.

EXEMPLO

O Concílio de Éfeso

Nestório, Patriarca de Constantinopla, era um homem vão, que debaixo da máscara de modéstia e piedade ocultava a alma mais negra e maligna. Arrastado pelo espírito de orgulho, e abusando do poder que lhe dava seu caráter e dignidade, quis roubar à Santíssima Virgem a mais bela de suas prerrogativas, e ousou pregar publicamente que Maria não devia ser chamada Mãe de Deus. Todo o auditório tremeu ouvindo semelhante blasfêmia. A doutrina de Nestório derramou a inquietação e a dor por toda a cidade de Constantinopla. Viram-se logo sair de seus retiros veneráveis anciãos que tinham encarnecido na solidão, mas que não temeram aparecer no meio da numerosa multidão desta grande cidade para defender a honra da Mãe de Deus. Contudo a Igreja,
vendo que recusar a Maria esta augusta qualidade era destruir todo o mistério da Encarnação, tomou a defesa deste ponto essencial com toda a força e ardor de seu zelo. Reuniu o célebre Concílio de Éfeso, que é o terceiro geral, e ao qual presidiu São Cirilo, Patriarca de Alexandria, em nome do Papa São Celestino. O heresiarca Nestório, que não quis nunca retratar-se, foi nele condenado e anatematizados todos os seus erros.
Não é possível imaginar-se com que alegria, com que aplausos foi recebido por todos os habitantes daquela grande cidade este juízo da Igreja Universal, tão glorioso para a Santíssima Virgem. Tendo chegado o dia em que devia dar-se a sentença em favor da maternidade de Maria, todo o povo se apinhou em torno da Igreja onde os padres se achavam reunidos, e esperou desde pela manhã até à noite a decisão do Concílio. Este bom povo, esquecendo suas próprias necessidades, não se ocupava senão dos interesses de Maria. Abertas que foram enfim as portas da Igreja, apareceu o grande Cirilo à frente de duzentos bispos e mandou ler a sentença de condenação contra o ímpio Nestório. Então, toda a cidade ressoou com aclamações e cânticos de alegria. Bradava-se por toda a parte: Está esmagado o inimigo da Virgem! Viva a grande, a augusta, a gloriosa Mãe de Deus! Os padres, ao sair da igreja, foram cumulados de bênçãos e conduzidos a suas casas em triunfo no meio de luzes. Queimavam-se perfumes nas ruas por onde eles passavam, via-se o ar iluminado com mil fogos, nada faltou à pompa deste piedoso regozijo, nem ao esplendor da vitória da Mãe de Deus sobre seus inimigos. Parecia que tinha sido restituída uma vida nova a este religioso povo, de tanto que se tinham se afligido pela injúria que o herege tinha feito a Maria! Julga-se que neste santo Concílio é que foi composta esta oração que a Igreja acrescentou à Saudação Angélica: Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

PRÁTICA

Oferecei todos os dias o vosso coração ao de Jesus pelas mãos de sua divina Mãe.

JACULATÓRIA

Ora pro nobis, Sancta Dei Gcnitrix, ut digni efficiamur promissionibus Christi.
Orai por nós, Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Ato para depois da meditação

Bendito sejais, meu Deus, pelas graças que acabais de conceder-me durante esta oração, pelas luzes e bons pensamentos que nela me destes, pelas santas impressões com que movestes meu coração, pelas saudáveis resoluções que me inspirastes. Perdoai-me as distrações, as negligências, a tibieza e a resistência à vossa graça, de que me tornei culpado. Virgem Piedosíssima, minha boa e terna Mãe, eu me lanço com uma inteira confiança em vossos braços, para achar em vosso coração um asilo seguro contra todos os perigos a que poderei achar-me exposto. Tomai-me debaixo de vossa proteção; vigiai em minha defesa; trazei-me à memória muitas vezes as minhas resoluções e alcançai-me a graça de as praticar fielmente.

ANTÍFONA

V. Toda sois formosa, ó Maria.
R. Toda sois formosa, ó Maria.
V. E não vos manchou o pecado original.
R. E não vos manchou o pecado original.
V. Vós sois a glória de Jerusalém.
R. Vós sois a alegria de Israel.
V. Vós sois a honra do vosso povo.
R. Vós sois a advogada dos pecadores.
V. Ó, Maria!
R. Ó, Maria!
V. Virgem prudentíssima.
R. Mãe clementíssima.
V. Rogai por nós.
R. Intercedei por nós a Nosso Senhor Jesus Cristo.
V. Fostes, ó Virgem, imaculada na vossa Conceição.
R. Rogai por nós ao Pai, cujo Filho destes à luz.

OREMOS

Ó, Deus que preparastes uma digna morada para vosso Filho, pela imaculada Conceição da Virgem Maria, preservando-a de toda a culpa, pela previsão da morte do mesmo seu Filho, concedei-nos pela intercessão desta Senhora, que purificados de toda a mácula, cheguemos a gozar a vossa vista. Pelo mesmo Jesus Cristo, Senhor Nosso. Amém.

Ladainha de Nossa Senhora

Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, ouvi-nos.
Jesus Cristo, atendei-nos.
Pai do Céu, que sois Deus, tende piedade de nós.
Filho Redentor do mundo que sois Deus, tende piedade de nós.
Espírito Santo, que sois Deus, tende piedade de nós.
Trindade Santa que sois um só Deus, tende piedade de nós.
Santa Maria, rogai por nós.
Santa Mãe de Deus,
Santa Virgem das virgens,
Mãe de Jesus Cristo.
Mãe da divina graça,
Mãe puríssima,
Mãe castíssima,
Mãe imaculada,
Mãe intemerata,
Mãe amável,
Mãe admirável,
Mãe do bom conselho,
Mãe do Criador,
Mãe do Salvador,
Virgem prudentíssima,
Virgem venerável,
Virgem louvável,
Virgem poderosa,
Virgem clemente,
Virgem fiel,
Espelho de justiça,
Sede da sabedoria,
Causa da nossa alegria,
Vaso espiritual,
Vaso digno de honra.
Vaso insigne de devoção,
Rosa mística,
Torre de Davi,
Torre de marfim.
Casa de ouro,
Arca da aliança,
Porta do Céu,
Estrela da manhã,
Saúde dos enfermos,
Refúgio dos pecadores,
Consoladora dos aflitos,
Auxílio dos Cristãos,
Rainha dos Anjos,
Rainha dos Patriarcas,
Rainha dos Profetas,
Rainha dos Apóstolos,
Rainha dos Mártires,
Rainha dos Confessores,
Rainha das Virgens,
Rainha de todos os Santos,
Rainha concebida sem pecado original,
Rainha assunta ao Céu,
Rainha do sacratíssimo Rosário,
Rainha da Paz,
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ouvi- -nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirai os pecados do mundo, tende piedade de nós.

ANTÍFONA

Salve, Rainha, Mãe de misericórdia…

OREMOS

Infundi, Senhor, como vos suplicamos a vossa graça em nossas almas, para que nós, que pela anunciação do Anjo cremos na encarnação do vosso Filho, pela sua paixão e morte de cruz sejamos conduzidos à glória da ressurreição. Pelo mesmo Jesus Cristo, Nosso Senhor.

R. Amém.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s