MÊS DE MARIA – Nono dia: Virtudes que a Santíssima Virgem pratica no mistério da encarnação

1. Antes do complemento deste mistério;
2. No momento em que o Anjo anuncia;
3. Depois do seu complemento.

ORAÇÕES PARA TODOS OS DIAS DO MÊS

Oração preparatória

Abri, Senhor, a minha boca para louvar o vosso Santo Nome. Purificai também o meu coração de todos os vãos, perversos e estranhos pensamentos, iluminai meu entendimento, inflamai minha vontade para que digna, atenta e devotamente possa fazer esta devoção e mereça ser atendido diante de vossa Divina Majestade. Por Jesus Cristo, Senhor Nosso. Amém.

V. Sede em meu favor, Deus onipotente.
R. Em me socorrer sede diligente.
V. Glória seja ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo também.
R. Como era no princípio, seja agora e sempre. Amém.

Invocação ao Espírito Santo

Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo de vosso amor.
V. Senhor, enviai o vosso Espírito e tudo será criado.
R. E renovareis a face da terra.

ORAÇÃO

Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a iluminação do Espírito Santo, fazei que nos regulemos segundo o mesmo Espírito e que gozemos sempre da sua consolação. Por Jesus Cristo, Senhor Nosso. Amém.

Oração de São Bernardo à Santíssima Virgem

Lembrai-vos, ó puríssima Virgem Maria, que nunca se ouviu dizer que algum daqueles que tem recorrido à vossa proteção, implorado vossa assistência e reclamado vosso socorro, fosse por vós desamparado. Animado eu pois com uma igual confiança a vós, Virgem entre todas singular, como a Mãe recorro. De vós me valho; e gemendo com o peso de meus pecados, me prostro a vossos pés. Não rejeiteis minhas súplicas, ó Mãe do Filho de Deus humanado; mas dignai-vos de as ouvir propícia, e de me alcançar o que vos rogo. Amém.

Ato para antes da meditação

Eu estou na presença de Deus. Ele me vê, me ouve e penetra até o íntimo de minha alma, descobrindo nela os meus mais recônditos pensamentos e afetos. Ah, como poderei sustentar a face do Deus de toda a santidade? Sendo tão miserável pecador, quando penso em minhas numerosas infidelidades, em tantos e tão enormes atentados que tenho cometido contra o meu Criador, o temor e o remorso se apoderam de mim e quase não me atrevo a levantar os olhos para o céu… A vós me socorro, ó divina Maria. Por toda a parte vos ouço chamar o refúgio dos pecadores, a consolação dos aflitos, a Mãe de misericórdia; sede pois o meu refúgio, minha esperança, minha Mãe, e alcançai-me o perdão de vosso adorado Filho.

Piedosíssima Virgem, bem conheceis minha ignorância e fraqueza. Sem os auxílios da graça não sou capaz de bem algum; nem mesmo posso ter um bom pensamento, nem excitar um bom sentimento em minha alma. Dignai-vos, vós mesma ensinar-me a orar. Afastai de mim todas as distrações, derretei o gelo de meu coração, inspirai-me atenção, recolhimento e fervor para fazer bem esta oração.

Virtudes que a Santíssima Virgem pratica no mistério da encarnação

1. Antes do complemento deste mistério;
2. No momento em que o Anjo anuncia;
3. Depois do seu complemento.

Primeiro Ponto: Virtudes que a Santíssima Virgem pratica no mistério da encarnação antes do complemento deste mistério

A Bem-aventurada virgem consagrada a Deus desde sua tenra infância, vivia na prática de todas as virtudes. Deus se comprazia vendo esta admirável Virgem elevar-se à mais alta perfeição e a cumulava a cada instante de novas graças, a fim de a dispor para vir a ser um dia Mãe de seu Filho. Quando Maria conheceu que estava próximo o tempo da vinda do Messias, quem poderá explicar quais foram os êxtases de sua alma? Com que ardor não desejava ela esta vinda feliz para ver o seu Deus glorificado e os homens livres da tirania do demônio e do pecado em que gemiam havia tanto tempo! Suspirava sem cessar por este ditoso momento, pedia a Deus com lágrimas que enviasse à terra o Redentor prometido. Era este o objeto de todos seus votos e de suas fervorosas orações. Nós temos muitas vezes a ventura de receber em nosso coração, pela Sagrada Comunhão, aquele mesmo Deus que Maria concebeu em seu casto seio. Mas, porventura preparamo-nos como ela para a sua vinda pela prática das virtudes e pela santidade de nossa vida? Em nossas orações, em nossos exercícios de piedade sentimos porventura aqueles vivos afetos, aqueles desejos fervorosos de que a Santíssima Virgem era animada? Ah, que distrações, que negligências, que tibieza em todas as nossas orações, e até mesmo em nossas comunhões!

Segundo Ponto: Virtudes que a Santíssima Virgem pratica no momento em que o Anjo anuncia

Admiremos as virtudes que a Santíssima Virgem pratica no momento em que o mensageiro celeste vem saudá-la da parte de Deus. Nela aparece ao mesmo tempo sua grande modéstia, perturbando-se à vista de um Anjo debaixo de forma humana. Sua fé viva, crendo sem hesitar no grande mistério que ele lhe anuncia; seu amor à virgindade preferindo esta bela virtude à augusta qualidade de Mãe de Deus; sua profunda humildade, não tomando outro título, senão o de serva do Senhor; sua perfeita obediência, submetendo-se às ordens de Deus: Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a vossa palavra. Aprendamos de nossa divina Mãe estas virtudes, e não nos esqueçamos de que trabalhando principalmente por imitá-la é que teremos a ventura de lhe agradar e de atrair sobre nós sua proteção.

Terceiro Ponto: Virtudes que a Santíssima Virgem pratica no mistério da encarnação, depois do seu complemento

Consideremos quais foram os sentimentos da Santíssima Virgem depois do complemento deste inefável mistério, e quando a virtude milagrosa do Espírito Santo formou em seu virginal seio o corpo do Messias. Humilhou–se na sua presença, adorou-o com um profundo respeito, amou-o como seu Deus e como seu Filho, ofereceu-se a Ele para o servir e para entrar em todos os desígnios que o impeliam a fazer-se homem. Quão venturosos não seríamos nós, se antes, no tempo, e depois da Sagrada Comunhão soubéssemos praticar as virtudes que a Santíssima Virgem nos ensina! Nenhum outro método seria necessário para comungar bem; e se nós tivéssemos a ventura de comungar sempre bem, nada mais seria necessário para nos tornar santos.

ORAÇÃO

Dulcíssima Virgem, Mãe de Jesus, divina Maria, quais não foram vossos sentimentos quando recebestes em vossas castas entranhas o Verbo encarnado! Com que êxtases de amor não acolhestes o Deus de santidade feito vosso Filho! Ó, quanto se comprazia este Filho amado em habitar na vossa bela alma! Eram suas delícias repousar sobre vosso coração maternal, sobre esse coração tão puro, tão humilde, tão doce, tão fervoroso, tão caritativo!… Minha Mãe amabilíssima, também eu tenho a ventura de receber muitas vezes o vosso amável Jesus! Mas, ah, que diferença entre as vossas e as minhas disposições! Como não se horroriza este Deus tão santo de entrar em um coração tão mau, tão ingrato, tão corrompido? Em um coração, (ah, não posso pensá-lo sem estremecer!) em um coração, que mil vezes tem sido a morada do demônio? Virgem amabilíssima, pelo amor de vosso adorável Filho ajudai-me a preparar-me melhor para a Santa Comunhão. Ponde no meu mau coração alguma daquela caridade, pureza, humildade e fervor de que o vosso é animado. E deste modo tereis preparado para Jesus a habitação que Ele deseja.

EXEMPLO

Voto de Luiz XIII

A França, no princípio do reinado de Luiz XIII, foi por muito tempo agitada por diversas facções e entregue a todos os horrores da guerra civil. Atacado ao mesmo tempo interna e externamente por muitos inimigos poderosos, este príncipe compreendeu facilmente a insuficiência de todos os recursos humanos em circunstâncias tão críticas. Voltou, portanto, para o Céu todas as suas esperanças. Dirigiu-se à Mãe de Deus com firme confiança para alcançar por sua poderosa intercessão os socorros que havia precisado, pôs debaixo da especial proteção dela sua pessoa, sua família e seus estados. E nesta ocasião é que ele fez aquela célebre declaração que será um monumento eterno de sua fé e piedade:
“Temos declarado e declaramos que, tomando a Santíssima Virgem por protetora especial do nosso reino, lhe consagramos particularmente a nossa pessoa, Estado, coroa e vassalos, suplicando-lhe queira inspirar-nos uma tão santa vida e defender com tanto cuidado este reino contra todos os esforços de seus inimigos que, ou ele sofra o flagelo da guerra, ou goze a doçura da paz, que pedimos a Deus com todo nosso coração, não se afaste jamais dos caminhos da graça que conduzem aos da glória. Exortamos a todos os arcebispos e bispos que admoestem todos os nossos povos a que tenham uma particular devoção à Santíssima Virgem, e implorem sua proteção para que, à sombra de uma tão poderosa Padroeira, o nosso reino fique seguro contra as investidas de seus inimigos, para que goze longamente de uma ditosa paz e para que Deus seja nele servido e reverenciado tão santamente, que nós e nossos vassalos possamos chegar felizmente ao último fim para o qual todos fomos criados.”
A Santíssima Virgem não tardou muito os felizes efeitos de sua proteção especial a favor de um príncipe tão piedoso e de um reino que lhe era dedicado por uma consagração tão solene. O nascimento do maior rei que a França teve, acontecido no ano seguinte, depois de uma esterilidade de vinte anos; e uma série prodigiosa de vitórias e prosperidades mostraram bem que nunca deixa de produzir abundantes frutos uma devoção cheia de confiança nesta Santíssima Virgem.
Imitando este grande rei, que por sua terna devoção para com ela alcançou para o reino da França tantos bens, sejamos nós também solícitos em pedir para este nosso Brasil a proteção de Maria. Peçamos-lhe que conserve e afervore entre nós os sentimentos de uma viva fé, que inflame nossos corações em um ardente zelo da glória de seu divino Filho, que nos alcance deste mesmo Senhor todos os auxílios que havemos de precisar, para que, caminhando até a morte pela estrada segura que conduz ao Céu, ali o possuamos e gozemos eternamente.

PRÁTICA

Humilhai-vos profundamente diante da Mãe de Deus e pedi-lhe perdão de vossas negligências no seu serviço.

JACULATÓRIA

Ó clemens, ó pia, ó dulcís Virgo Maria!
Ó clemente, ó piedosa, ó doce Virgem Maria!

Ato para depois da meditação

Bendito sejais, meu Deus, pelas graças que acabais de conceder-me durante esta oração, pelas luzes e bons pensamentos que nela me destes, pelas santas impressões com que movestes meu coração, pelas saudáveis resoluções que me inspirastes. Perdoai-me as distrações, as negligências, a tibieza e a resistência à vossa graça, de que me tornei culpado. Virgem Piedosíssima, minha boa e terna Mãe, eu me lanço com uma inteira confiança em vossos braços, para achar em vosso coração um asilo seguro contra todos os perigos a que poderei achar-me exposto. Tomai-me debaixo de vossa proteção; vigiai em minha defesa; trazei-me à memória muitas vezes as minhas resoluções e alcançai-me a graça de as praticar fielmente.

ANTÍFONA

V. Toda sois formosa, ó Maria.
R. Toda sois formosa, ó Maria.
V. E não vos manchou o pecado original.
R. E não vos manchou o pecado original.
V. Vós sois a glória de Jerusalém.
R. Vós sois a alegria de Israel.
V. Vós sois a honra do vosso povo.
R. Vós sois a advogada dos pecadores.
V. Ó, Maria!
R. Ó, Maria!
V. Virgem prudentíssima.
R. Mãe clementíssima.
V. Rogai por nós.
R. Intercedei por nós a Nosso Senhor Jesus Cristo.
V. Fostes, ó Virgem, imaculada na vossa Conceição.
R. Rogai por nós ao Pai, cujo Filho destes à luz.

OREMOS

Ó, Deus que preparastes uma digna morada para vosso Filho, pela imaculada Conceição da Virgem Maria, preservando-a de toda a culpa, pela previsão da morte do mesmo seu Filho, concedei-nos pela intercessão desta Senhora, que purificados de toda a mácula, cheguemos a gozar a vossa vista. Pelo mesmo Jesus Cristo, Senhor Nosso. Amém.

Ladainha de Nossa Senhora

Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, ouvi-nos.
Jesus Cristo, atendei-nos.
Pai do Céu, que sois Deus, tende piedade de nós.
Filho Redentor do mundo que sois Deus, tende piedade de nós.
Espírito Santo, que sois Deus, tende piedade de nós.
Trindade Santa que sois um só Deus, tende piedade de nós.
Santa Maria, rogai por nós.
Santa Mãe de Deus,
Santa Virgem das virgens,
Mãe de Jesus Cristo.
Mãe da divina graça,
Mãe puríssima,
Mãe castíssima,
Mãe imaculada,
Mãe intemerata,
Mãe amável,
Mãe admirável,
Mãe do bom conselho,
Mãe do Criador,
Mãe do Salvador,
Virgem prudentíssima,
Virgem venerável,
Virgem louvável,
Virgem poderosa,
Virgem clemente,
Virgem fiel,
Espelho de justiça,
Sede da sabedoria,
Causa da nossa alegria,
Vaso espiritual,
Vaso digno de honra.
Vaso insigne de devoção,
Rosa mística,
Torre de Davi,
Torre de marfim.
Casa de ouro,
Arca da aliança,
Porta do Céu,
Estrela da manhã,
Saúde dos enfermos,
Refúgio dos pecadores,
Consoladora dos aflitos,
Auxílio dos Cristãos,
Rainha dos Anjos,
Rainha dos Patriarcas,
Rainha dos Profetas,
Rainha dos Apóstolos,
Rainha dos Mártires,
Rainha dos Confessores,
Rainha das Virgens,
Rainha de todos os Santos,
Rainha concebida sem pecado original,
Rainha assunta ao Céu,
Rainha do sacratíssimo Rosário,
Rainha da Paz,
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ouvi- -nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirai os pecados do mundo, tende piedade de nós.

ANTÍFONA

Salve, Rainha, Mãe de misericórdia…

OREMOS

Infundi, Senhor, como vos suplicamos a vossa graça em nossas almas, para que nós, que pela anunciação do Anjo cremos na encarnação do vosso Filho, pela sua paixão e morte de cruz sejamos conduzidos à glória da ressurreição. Pelo mesmo Jesus Cristo, Nosso Senhor.

R. Amém.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s