Novena de Natal – Nono dia

24 DE DEZEMBRO

Oração para todos os dias

Ó Jesus vivendo em Maria
vinde viver em vosso servo
com o espírito de vossa santidade
com a plenitude de vossas forças
na retidão de vossos caminhos
na verdade de vossas virtudes
na comunhão de vossos mistérios
para dominar as forças adversas
com o vosso Espírito, para a glória do Pai. Amém.

Texto Bíblico: (para meditação) São João I,1-14

A importânica literária, teológica e espiritual deste prólogo de São João deve levar-nos a meditá-lo com atencão, no final de cada santa missa.

“No princípio era o Verbo e o Verbo estava em Deus e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio em Deus.Todas as coisas foram feitas por ele e nada do que foi feito, foi feito sem ele. Nele estava a vida e a vida era a luz dos homens.  E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam.

Houve um homem enviado por Deus que se chamava João. Este veio como testemunha para dar testemunho da luz, a fim de que todos cressem por meio dele.  Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz. Era a luz verdadeira, a que ilumina todo o homem que vem a este mundo. Estava no mundo e o mundo foi feito por ele e o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu e os seus não o receberam. Mas a todos os que o receberam, deu poder de se tornarem filhos de Deus, àqueles que crêem no seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne nem da vontade do homem, mas de Deus.

E o Verbo se fez carne e habitou entre nós; e nós vimos a sua glória, glória como de Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.”

Hino litúrgico

Belém cidade única
só tu pudeste ver
O salvador do céu
na terra homem nascer.

Brilhante nova estrela
que vence a luz do dia
Ter vindo à terra Deus
aos homens anuncia.

Ao vê-la os magos partem
repartem seu tesouro
Prostrados oferecem
incenso mirra e ouro.

Ao Rei se dá o ouro
Ao Deus o incenso puro
mas fala do sepulcro
da mirra o pó escuro.

Louvor ao que aparece
aos povos em Belém
Unido ao Pai e ao Espírito
nos séculos. Amém.

Antífona do Magníficat (dia 24).

Cum ortus fúerit sol de caelo, vidébitis Regem regum procedentem a Patre tanquam sponsum de thálamo suo.Logo que no céu nascer o sol,
vereis o Rei dos reis, vindo do Pai,
como o esposo do seu tálamo.

Magníficat (faz-se o sinal da cruz)

Magníficat anima mea Dominum 
Et exultávit spíritus meus in Deo

salutari meo 
Quia respexit humilitatem ancillae suae, ecce enim ex hoc beatam

me dicent omnes generationes. 
Quia fecit mihi magna

qui potens est, et
sanctum nomen ejus. 
Et misericórdia ejus a progenie in

progenies, timentibus eum 
Fecit potentiam in brachio suo,

dispersit superbos mente cordis
sui. 
Depósuit potentes de sede et exaltávit húmiles. 
Esurientes implévit bonis, et dívites dimísit inanes. 
Suscepit Israel puerum suum

recordatus misericórdiae suae. 
Sicut locutus est ad patres nostros, Abraham et semini ejus in saecula.


Glória Patri et Filio et Spíritui

Sancto. 
Sicut erat in princípio et nunc et semper et in saecula saeculórum. 
Amén.
Minha alma engrandece ao Senhor 
E meu espírito exulta em Deus meu
salvador. Porque pôs os olhos na
sua escrava, eis que todas as gerações me chamarão bem-aventurada. 
Grandes maravilhas fez em mim o Onipotente, cujo nome é santo.
Cuja misericórdia se estende de geração em geração, sobre todos os
que O temem. 
Manifestou a força do seu braço,
dissipou aqueles que se
orgulhavam nos seus pensamentos.Depôs do trono os poderosos e
elevou os humildes.
Encheu de bens aos famintos, deixou aos ricos vazios. 
Protegeu Israel seu servo, lembrado de sua misericórdia. 
Assim como prometera a nossos
pais, a Abraão e a todos os seus
descendentes. 

Glória ao Pai ao Filho e ao Espírito Santo,
Assim como era no princípio agora e sempre por todos os séculos
dos séculos. Amém.
Cum ortus fúerit sol de caelo, vidébitis Regem regum procedentem a Patre tanquam sponsum de thálamo suo.
Logo que no céu nascer o sol,
vereis o Rei dos reis, vindo do Pai,
como o esposo do seu tálamo.

V/ Orvalhai do alto, ó céus, e que as nuvens chovam o justo.

R/ Que a terra se abra e germine o Salvador.

Oremos

Concedei, ó Deus onipotente, que a novidade do Natal do vosso Filho Unigênito, feito homem, liberte da antiga escravidão aos que estão retidos pelo pecado. Pelo mesmo Jesus Cristo Nosso Senhor. Amém.

Pai Nosso,

Ave Maria e

Glória…

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.