Novena ao glorioso São José – Quarto dia

PELO SINAL DA SANTA CRUZ…

Vinde, ó Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo de vosso divino amor.

Mandai o Vosso Espírito e tudo será criado.

E renovareis a face da terra.

OREMOS: Ó Deus, que doutrinastes os corações dos fiéis pela ilustração do Espírito Santo, concedei-nos que pelo mesmo Espírito Santo saibamos o que é reto e gozemos sempre de sua preciosa consolação. Amém.

ORAÇÕES PREPARATÓRIAS PARA TODOS OS DIAS 

Deus e Senhor meu, uno e trino, Pai, Filho e Espírito Santo, creio que estou em vossa soberana presença agora, quando pretendo consagrar a São José esta novena. Amo-vos com todo o meu coração, porque sois infinitamente bom e digno de ser amado sobre todas as coisas. Adoro-vos com todo o acatamento de que sou capaz, arrependo-me dos muitos pecados que fiz contra vossa divina majestade. Quisera nesta novena aprender as virtudes que, com tanta perfeição, praticou o glorioso Patriarca, e alcançar por sua intercessão as graças de que tanto preciso. Mas, quem sou eu, Senhor, para Continuar lendo Novena ao glorioso São José – Quarto dia

A proporção entre o pecado grave e o castigo do inferno

O inferno é o castigo por uns aspectos passageiros de paixão, não carece ele de proporção?

Qual é, pois, o castigo devido ao pecado grave, com que  Deus deve vingar a sua majestade ultrajada?

Só pode ser o castigo do inferno eterno!

Está provado, pelo dogma da Redenção, que o pecado grave é a maior ofensa, infidelidade, revolta e traição contra Deus, constituindo uma culpa infinita. Ora, sendo o homem um ser limitado, e não cabendo nele um castigo infinito por intensidade, deve ele sofrer um castigo que seja infinito pela duração, como é o castigo do inferno. É bem verdade que os nossos sentimentos não querem admitir castigo tão horrendo. Muitos criminam a Deus por faltar à proporção devida num castigo sem fim, infinito, para um crime passageiro, tantas vezes de um só momento, cometidos por um homem miserável. Entretanto, a sã razão tem de admitir forçosamente o castigo do inferno eterno, em virtude de raciocínios, como rigorosamente exigido pela natureza do pecado grave.

Objeção

Até neste mundo há castigos análogos, por crimes semelhantes, porém incomparavelmente inferiores. Como é que são ás vezes vingadas e castigadas as infidelidade deste mundo? Por exemplo, a infidelidade conjugal, a revolta contra um príncipe, contra um rei, a traição à pátria? Às vezes pela morte! Ora, essas e outras infidelidades contra homens são incomparavelmente menores do que… (Clique para CONTINUAR LENDO NO SITE ARENA DA TEOLOGIA)

Novena ao glorioso São José – Terceiro dia

Vinde, ó Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo de vosso divino amor.

Mandai o Vosso Espírito e tudo será criado.

E renovareis a face da terra.

OREMOS: Ó Deus, que doutrinastes os corações dos fiéis pela ilustração do Espírito Santo, concedei-nos que pelo mesmo Espírito Santo saibamos o que é reto e gozemos sempre de sua preciosa consolação. Amém.

ORAÇÕES PREPARATÓRIAS PARA TODOS OS DIAS 

Deus e Senhor meu, uno e trino, Pai, Filho e Espírito Santo, creio que estou em vossa soberana presença agora, quando pretendo consagrar a São José esta novena. Amo-vos com todo o meu coração, porque sois infinitamente bom e digno de ser amado sobre todas as coisas. Adoro-vos com todo o acatamento de que sou capaz, arrependo-me dos muitos pecados que fiz contra vossa divina majestade. Quisera nesta novena aprender as virtudes que, com tanta perfeição, praticou o glorioso Patriarca, e alcançar por sua intercessão as graças de que tanto preciso. Mas, quem sou eu, Senhor, para 

Continuar lendo Novena ao glorioso São José – Terceiro dia

Aderimos com firmeza a tudo o que a Igreja de sempre creu e praticou em matéria de fé… (Declaração de 21 de novembro de 1974)

Por Dom Marcel Lefebvre

Aderimos de todo coração e com toda nossa alma à Roma católica, guardiã da fé católica e das tradições necessárias para a conservação dessa fé; à Roma eterna, mestra da sabedoria e da verdade.

Pelo contrário, negamos e sempre nos havemos negado a seguir a Roma de tendência neomodernista e neoprotestante, que se manifestou claramente no Concílio Vaticano II e, depois do Concílio, em todas as reformas que dele nasceram.

De fato, todas essas reformas contribuíram e seguem contribuindo à demolição da Igreja, à ruína do sacerdócio, à destruição do sacrifício e dos sacramentos, ao desaparecimento da vida religiosa e à implantação de um ensino naturalista e teilhardiano nas universidades, seminários e catequeses, surgido do liberalismo e do protestantismo e condenado tantas vezes pelo Magistério solene da Igreja.

Nenhuma autoridade, nem sequer a mais elevada da hierarquia, pode obrigar-nos a

Continuar lendo Aderimos com firmeza a tudo o que a Igreja de sempre creu e praticou em matéria de fé… (Declaração de 21 de novembro de 1974)

Devoção dos Sete Domingos de São José. Sexto Domingo: Volta do deserto

CONSIDERAÇÃO

E morto Herodes, apareceu o Anjo a São José em sonhos em Egito. (Mt 2,19) E lhe disse: levanta-te, toma o Menino e sua Mãe e volta à terra de Israel, porque os que buscavam a vida do Menino morreram já. (Mt 2, 20) E ouvindo que Arquelau reinava na Judeia em vez de Herodes, temeu ir lá, mas avisado em sonhos, refugiou-se na Galileia, vindo habitar em Nazaré. (Mt 2, 21)

PONTO 1. — Considera a tristeza do glorioso Patriarca, nos sete longos anos de exílio em terra, onde não tinha nada que o consolasse, e onde os únicos pensamentos com que podia divertir-se, eram recordações tristes do que nessa terra sofreram seus pais. Todas as coisas que lá via lhe recordavam a escravidão dos filhos de Israel, e lhe traziam constantemente à ideia a lembrança de que estava em país inimigo. Mas nunca abandona Deus os que esperam nele, e assim, passados os sete anos do desterro, apareceu a José o Anjo do Senhor, mandando-lhe que Continuar lendo Devoção dos Sete Domingos de São José. Sexto Domingo: Volta do deserto

NOVENA AO GLORIOSO SÃO JOSÉ – SEGUNDO DIA

Vinde, ó Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo de vosso divino amor.

Mandai o Vosso Espírito e tudo será criado.

E renovareis a face da terra.

OREMOS: Ó Deus, que doutrinastes os corações dos fiéis pela ilustração do Espírito Santo, concedei-nos que pelo mesmo Espírito Santo saibamos o que é reto e gozemos sempre de sua preciosa consolação. Amém.

ORAÇÕES PREPARATÓRIAS PARA TODOS OS DIAS 

Deus e Senhor meu, uno e trino, Pai, Filho e Espírito Santo, creio que estou em vossa soberana presença agora, quando pretendo consagrar a São José esta novena. Amo-vos com todo o meu coração, porque sois infinitamente bom e digno de ser amado sobre todas as coisas. Adoro-vos com todo o acatamento de que sou capaz, arrependo-me dos muitos pecados que fiz contra vossa divina majestade. Quisera nesta novena aprender as virtudes que, com tanta perfeição, praticou o glorioso Patriarca, e alcançar por sua intercessão as graças de que tanto preciso. Mas, quem sou eu, Senhor, para Continuar lendo NOVENA AO GLORIOSO SÃO JOSÉ – SEGUNDO DIA

A penitência prepara o santo. Sermão do 4º Domingo da Quaresma

Por Dom Lourenço Fleichman, Fortaleza, 2014

Meus caríssimos irmãos, não deixa de ser interessante nós vermos esses homens da Palestina, judeus que esperavam a séculos a vinda do Messias, ao verem o milagre que Jesus fizera com cinco pãezinhos alimentando uma multidão de quatro mil homens, imediatamente conceberam na sua cabeça naturalista, ou seja, muito terrena, muito horizontal, pouco espiritual, a ideia de que aquele homem devia ser rei, porque o rei vai distribuir pão para toda a gente e não haverá mais pobreza no mundo. Diversas vezes no evangelho nós vemos essa diferença entre a pobreza e a riqueza. O pobre querendo ser rico e Jesus dizendo: não é por aí! Não vim aqui para trazer riquezas para vocês, eu vim para trazer a vida sobrenatural, eu vim para que vocês entendessem que não é o horizontal que nos interessa, porque não só de pão vive o homem. Nem só de pão vive o homem, mas Jesus multiplicou os pães porque eles estavam com fome e enfraquecidos, pois há dias seguiam Nosso Senhor e estavam necessitados daquele alimento material. Ah, Ele dá! Nosso Senhor nos dá o alimento material. Ele nos dá o necessário para viver desde que nós tenhamos nossas mentes e espíritos colocados nas coisas do Céu, nas coisas de Deus e não nas coisas da terra.

Essa diferença entre a vida natural e a vida sobrenatural, infelizmente, nós temos uma tendência muito grande de perder. Temos a tendência muito grande de não compreender e de estarmos sempre voltados para as coisas da terra, para as coisas da nossa casa, da nossa vida, que são importantes, têm seu lugar. Nós temos responsabilidades a cumprir também nessa ordem, mas não quando Deus está na nossa frente. Não quando as coisas de Deus estão na nossa frente.

Nós acabamos de ouvir uma epístola, uma leitura em que Continuar lendo A penitência prepara o santo. Sermão do 4º Domingo da Quaresma

NOVENA AO GLORIOSO SÃO JOSÉ – PRIMEIRO DIA

Pelo sinal da Santa Cruz…

Vinde, ó Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo de vosso divino amor.

Mandai o Vosso Espírito e tudo será criado.

E renovareis a face da terra.

OREMOS: Ó Deus, que doutrinastes os corações dos fiéis pela ilustração do Espírito Santo, concedei-nos que pelo mesmo Espírito Santo saibamos o que é reto e gozemos sempre de sua preciosa consolação. Amém.

ORAÇÕES PREPARATÓRIAS PARA TODOS OS DIAS 

Deus e Senhor meu, uno e trino, Pai, Filho e Espírito Santo, creio que estou em vossa soberana presença agora, quando pretendo consagrar a São José esta novena. Amo-vos com todo o meu coração, porque sois infinitamente bom e digno de ser amado sobre todas as coisas. Adoro-vos com todo o acatamento de que sou capaz, arrependo-me dos muitos pecados que fiz contra vossa divina majestade. Quisera nesta novena aprender as virtudes que, com tanta perfeição, praticou o glorioso Patriarca, e alcançar por sua intercessão as graças de que tanto preciso. Mas, quem sou eu, Senhor, para Continuar lendo NOVENA AO GLORIOSO SÃO JOSÉ – PRIMEIRO DIA

Comunidade de Tradição Católica em Parnaíba-PI. Tradição Católica no Brasil. Missa Tridentina no Piauí.