A primeira semana da pregação de Jesus

Por Dom Lourenço Fleichman

Meus caríssimos irmãos,

há uma passagem de São Paulo que o apóstolo nos diz que tudo que está escrito nas Sagradas Escrituras está escrito para nossa edificação. Nós temos, de fato, que tirar da Sagrada Escritura, do Evangelho, sobretudo do Novo Testamento, muitas e muitas verdades e muitas e muitas consolações. Quando nós paramos para ler um pouquinho os evangelhos descobrimos tantas coisas que mesmo depois de muitos e muitos anos, já envelhecendo, a gente continua descobrindo coisas novas. Como diz lá também Nosso Senhor no Evangelho: o pai de família tira do seu tesouro coisas novas e velhas.

Assim, eu queria trazer pra vocês hoje nesse evangelho das bodas de Caná a explicação de Continuar lendo A primeira semana da pregação de Jesus

Cânon acerca do Batismo dos hereges, no I Sínodo de Arles

Papa Silvestre I

Com referência aos africanos, já que aplicam um costume próprio deles, a saber, de rebatizarem, foi decidido que, se alguém vem para a Igreja procedente de uma heresia, deve-se interroga-lo sobre o Símbolo da fé e, se se constatar que foi batizado no Pai, no Filho e no Espírito Santo, imponha-se-lhe tão somente a mão, para que receba o Espírito Santo; se às perguntas demonstrar que não conhece esta Trindade, seja batizado.

 I Sínodo de Arles, Cân. 9. Iniciado em 01/08/314, sob o pontificado do Papa Silvestre I. (Denzinger-Hunermann, 123)

A FSSPX comemora 637 sacerdotes e se prepara para o Capítulo geral em 2018

“Deus em Sua Infinita Sabedoria levantou uma obra para a restauração do sacerdócio católico e para preservar os Tesouros que Jesus Cristo confiou a Sua Igreja, a saber, a Fé em sua integridade, a Graça Divina através do Seu Sacrifício e Seus Sacramentos, e pastores destinados à dispensação desses Tesouros da Vida Divina”. Assim falou o Arcebispo Dom Marcel Lefebvre sobre a ação da Providência Divina acerca da obra da Fraternidade Sacerdotal São Pio X.

Fundada em 1 de novembro de 1970, hoje a FSSPX tem 637 sacerdotes, 123 irmãos professos e 79 irmãs oblatas trabalhando em sua obra. Em seus seminários e noviciados em todo o mundo, cerca de 250 jovens estão sendo formados no serviço do altar.

O ano de 2018 será marcado por Continuar lendo A FSSPX comemora 637 sacerdotes e se prepara para o Capítulo geral em 2018

Qual deve ser a frequência do católico no Santo Sacrifício da Missa

A Santa Missa é a cerimônia religiosa e solene mais comum entre os católicos. Além de ser celebrada nos domingos e dias santos, quando há obrigação rigorosa de assisti-la, ela é celebrada diariamente e fortalece a piedade do cristão zeloso, em especial quando ele tem a graça de comungar. É, então, proveitoso à alma também assisti-la em certas ocasiões especiais tais como: nos aniversários de graças importantes recebidas, nos dias da quaresma, na quinzena pascal.

O fiel pode assistir à Missa diariamente sempre que tiver a possibilidade e principalmente aqueles que Continuar lendo Qual deve ser a frequência do católico no Santo Sacrifício da Missa

O verdadeiro católico e o herege

por São Vicente de Lérins

De tudo o que dizemos, parece evidente que o verdadeiro e autêntico católico é o que ama a verdade de Deus e a Igreja, corpo de Cristo; aquele que não antepõe nada à religião divina e à fé católica – nem a autoridade de um homem, nem o amor, nem o gênio, nem a eloquência, nem a filosofia – mas que, desprezando todas estas coisas e permanecendo solidamente firme na fé, está disposto a admitir e a crer somente o que a Igreja sempre e universalmente acreditou.
Sabe que toda doutrina nova e nunca antes ouvida, insinuada por uma só pessoa, fora ou contra a doutrina comum dos fiéis, não tem nada a ver com a religião, e que constitui, antes, uma tentação, instruído especialmente pelas palavras do Apóstolo Paulo: “Pois é conveniente que até haja heresias, para que também os que são de uma virtude provada sejam manifestados entre vós”. Como se dissesse: Deus não extirpa imediatamente os autores de heresias para que os que são de uma virtude provada se manifestem, isto é, para mostrar até que ponto se é tenaz, fiel e constante no amor à fé católica.
da obra “Comonitório”

A ordem hierárquica entre os membros da Igreja

Carta enviada aos Coríntios por Clemente I de Roma por volta do ano 96 (Trechos)

[…] como nos foi dado intuirmos as profundezas do divino intelecto, é nosso dever cumprir em boa ordem tudo aquilo que o Senhor nos ordenou fazer, de acordo com os tempos estabelecidos.

Ele ordenou que as oblações e as funções litúrgicas fossem realizadas não de modo confuso e desordenado, mas em tempos e horas determinados.

Ele estabeleceu, com sua suprema autoridade, onde e por quem devem ser celebradas, para que Continuar lendo A ordem hierárquica entre os membros da Igreja

Somos capazes de ser para o próximo, para os nossos familiares, aquilo mesmo que Cristo foi para nós

Por Pe. Flávio

Queridos fiéis, a liturgia segue trazendo para a nossa contemplação os mistérios da encarnação de Nosso Senhor, guiando nossas meditações com os textos das missas que temos a alegria de rezar.

A liturgia realmente nos entrega o conhecimento dos segredos íntimos de Deus, Nosso Senhor, esperando o nosso interesse, esperando o nosso desejo de alcançar toda a riqueza, toda a alegria, toda a fortaleza que o conhecimento de Deus nos dá.

Até o dia de hoje a liturgia havia estendido pela Continuar lendo Somos capazes de ser para o próximo, para os nossos familiares, aquilo mesmo que Cristo foi para nós

Oração dos Cristeros ao final do Rosário

Composta pelo mártir católico Anacleto González Flores, assassinado por defender a Igreja, em 1º de abril de 1927 pelo governo anticatólico do México

Jesus misericordioso,

Meus pecados são mais numerosos que as gotas de sangue que derramastes por mim. Não mereço pertencer ao exército que defende os direitos de Tua Igreja e que luta por Ti. Quisera nunca haver pecado para que assim minha vida fosse uma oferenda agradável aos Teus olhos. Lava-me das minha iniquidades e limpa-me dos meus pecados. Por tua Santa Cruz, por minha Mãe Santíssima de Guadalupe, perdoa-me. Não soube fazer penitência dos meus pecados; por isso quero receber a morte como um castigo merecido por eles. Não quero lutar, nem viver, nem morrer, senão por Ti e por Tua Igreja.

Mãe Santa de Guadalupe, acompanha em sua agonia este pobre pecador. Concede-me que meu último grito na terra e meu primeiro cântico no céu seja: Viva Cristo Rei!

Comunidade de Tradição Católica em Parnaíba-PI. Tradição Católica no Brasil. Missa Tridentina no Piauí.