Devoção dos Sete Domingos de São José. Sexto Domingo: Volta do deserto

CONSIDERAÇÃO

E morto Herodes, apareceu o Anjo a São José em sonhos em Egito. (Mt 2,19) E lhe disse: levanta-te, toma o Menino e sua Mãe e volta à terra de Israel, porque os que buscavam a vida do Menino morreram já. (Mt 2, 20) E ouvindo que Arquelau reinava na Judeia em vez de Herodes, temeu ir lá, mas avisado em sonhos, refugiou-se na Galileia, vindo habitar em Nazaré. (Mt 2, 21)

PONTO 1. — Considera a tristeza do glorioso Patriarca, nos sete longos anos de exílio em terra, onde não tinha nada que o consolasse, e onde os únicos pensamentos com que podia divertir-se, eram recordações tristes do que nessa terra sofreram seus pais. Todas as coisas que lá via lhe recordavam a escravidão dos filhos de Israel, e lhe traziam constantemente à ideia a lembrança de que estava em país inimigo. Mas nunca abandona Deus os que esperam nele, e assim, passados os sete anos do desterro, apareceu a José o Anjo do Senhor, mandando-lhe que Continue lendo Devoção dos Sete Domingos de São José. Sexto Domingo: Volta do deserto

NOVENA AO GLORIOSO SÃO JOSÉ – SEGUNDO DIA

Vinde, ó Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo de vosso divino amor.

Mandai o Vosso Espírito e tudo será criado.

E renovareis a face da terra.

OREMOS: Ó Deus, que doutrinastes os corações dos fiéis pela ilustração do Espírito Santo, concedei-nos que pelo mesmo Espírito Santo saibamos o que é reto e gozemos sempre de sua preciosa consolação. Amém.

ORAÇÕES PREPARATÓRIAS PARA TODOS OS DIAS 

Deus e Senhor meu, uno e trino, Pai, Filho e Espírito Santo, creio que estou em vossa soberana presença agora, quando pretendo consagrar a São José esta novena. Amo-vos com todo o meu coração, porque sois infinitamente bom e digno de ser amado sobre todas as coisas. Adoro-vos com todo o acatamento de que sou capaz, arrependo-me dos muitos pecados que fiz contra vossa divina majestade. Quisera nesta novena aprender as virtudes que, com tanta perfeição, praticou o glorioso Patriarca, e alcançar por sua intercessão as graças de que tanto preciso. Mas, quem sou eu, Senhor, para Continue lendo NOVENA AO GLORIOSO SÃO JOSÉ – SEGUNDO DIA

A penitência prepara o santo. Sermão do 4º Domingo da Quaresma

Por Dom Lourenço Fleichman, Fortaleza, 2014

Meus caríssimos irmãos, não deixa de ser interessante nós vermos esses homens da Palestina, judeus que esperavam a séculos a vinda do Messias, ao verem o milagre que Jesus fizera com cinco pãezinhos alimentando uma multidão de quatro mil homens, imediatamente conceberam na sua cabeça naturalista, ou seja, muito terrena, muito horizontal, pouco espiritual, a ideia de que aquele homem devia ser rei, porque o rei vai distribuir pão para toda a gente e não haverá mais pobreza no mundo. Diversas vezes no evangelho nós vemos essa diferença entre a pobreza e a riqueza. O pobre querendo ser rico e Jesus dizendo: não é por aí! Não vim aqui para trazer riquezas para vocês, eu vim para trazer a vida sobrenatural, eu vim para que vocês entendessem que não é o horizontal que nos interessa, porque não só de pão vive o homem. Nem só de pão vive o homem, mas Jesus multiplicou os pães porque eles estavam com fome e enfraquecidos, pois há dias seguiam Nosso Senhor e estavam necessitados daquele alimento material. Ah, Ele dá! Nosso Senhor nos dá o alimento material. Ele nos dá o necessário para viver desde que nós tenhamos nossas mentes e espíritos colocados nas coisas do Céu, nas coisas de Deus e não nas coisas da terra.

Essa diferença entre a vida natural e a vida sobrenatural, infelizmente, nós temos uma tendência muito grande de perder. Temos a tendência muito grande de não compreender e de estarmos sempre voltados para as coisas da terra, para as coisas da nossa casa, da nossa vida, que são importantes, têm seu lugar. Nós temos responsabilidades a cumprir também nessa ordem, mas não quando Deus está na nossa frente. Não quando as coisas de Deus estão na nossa frente.

Nós acabamos de ouvir uma epístola, uma leitura em que Continue lendo A penitência prepara o santo. Sermão do 4º Domingo da Quaresma

NOVENA AO GLORIOSO SÃO JOSÉ – PRIMEIRO DIA

Pelo sinal da Santa Cruz…

Vinde, ó Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo de vosso divino amor.

Mandai o Vosso Espírito e tudo será criado.

E renovareis a face da terra.

OREMOS: Ó Deus, que doutrinastes os corações dos fiéis pela ilustração do Espírito Santo, concedei-nos que pelo mesmo Espírito Santo saibamos o que é reto e gozemos sempre de sua preciosa consolação. Amém.

ORAÇÕES PREPARATÓRIAS PARA TODOS OS DIAS 

Deus e Senhor meu, uno e trino, Pai, Filho e Espírito Santo, creio que estou em vossa soberana presença agora, quando pretendo consagrar a São José esta novena. Amo-vos com todo o meu coração, porque sois infinitamente bom e digno de ser amado sobre todas as coisas. Adoro-vos com todo o acatamento de que sou capaz, arrependo-me dos muitos pecados que fiz contra vossa divina majestade. Quisera nesta novena aprender as virtudes que, com tanta perfeição, praticou o glorioso Patriarca, e alcançar por sua intercessão as graças de que tanto preciso. Mas, quem sou eu, Senhor, para Continue lendo NOVENA AO GLORIOSO SÃO JOSÉ – PRIMEIRO DIA

Como proceder na tentação [PARTE I]: Prevenir a tentação

Por Adolph Tanquerey

Para triunfar das tentações e fazê-las servir ao bem espiritual da nossa alma, três coisas principais se devem observar: 1º Prevenir a tentação; 2º Combatê-la vigorosamente; 3º Agradecer a Deus depois da vitória, ou levantar-se após a queda.

Trata-se especificamente de cada um destas três coisas em três postagens distintas. Nesta primeira postagem da série aborda-se a questão de como prevenir a tentação

Prevenir a tentação

Conhecemos o provérbio: Mais vale prevenir que remediar. É também o que aconselha a sabedoria cristã. Quando Cristo Senhor Nosso conduziu os três apóstolos ao jardim da Oliveiras, disse-lhes: “Vigiai e orai, para não entrardes em tentações”(Mt 26, 41). Vigilância e oração, eis pois, os dois grandes meios de prevenir a tentação.

Vigiar é estar de atalaia em torno da própria alma, para não se deixar colher de sobressalto. E é tão fácil sucumbir num momento de surpresa! Esta vigilância implica duas disposições principais: desconfiança de si mesmo e confiança em Deus.

É, pois, necessário Continue lendo Como proceder na tentação [PARTE I]: Prevenir a tentação

Tradição Católica

Por Pe. Júlio Maria, S.D.N.

A Tradição, rejeitada ilógica e antibiblicamente pelos protestantes, é também a palavra de Deus, porém, a sua palavra não escrita por homens inspirados, mas transmitida oralmente e escrita depois pelos católicos dos primeiros séculos.

Não pode existir dúvida a respeito da existência da Tradição, pois é certo que tudo o que fez e disse o Salvador não foi escrito, como no-lo afirma São João no fim de seu Evangelho: “Muitas outras coisas há que fez Jesus, as quais, se se escrevessem, nem o mundo todo poderia conter os livros que seria preciso escrever (Jo 21, 25).

São estas coisas que Jesus disse e fez e que não foram escritas, que chamamos Tradição.

São Paulo escreve aos Continue lendo Tradição Católica

Os mais belos ensinamentos dos Santos sobre: O SOFRIMENTO

SANTO AGOSTINHO

“Queima, Senhor, corte neste mundo, contanto que me poupes na vida eterna”.

“Deus quer destruir em ti o que tu mesmo fizeste e pôr a salvo em ti o que ele fez”.

“Provados pela mesma desgraça, os maus odeiam a Deus e blasfemam enquanto os bons rezam e louvam. A diferença não está na desgraça sofrida, mas na qualidade de quem sofre. Agitados o lodo e o perfume, o primeiro cheira mal e o segundo exala agradável fragrância”.

“Nossa vida é uma peregrinação. E, como tal, está cheia de tentações. Porém, nossa maturidade se forja nas tentações. Ninguém conhece a si mesmo se não é tentado; nem pode ser coroado, se não vence; nem vencer, se não luta; nem lutar, se lhe faltam inimigos”.

“Quando um homem começa a renovar-se espiritualmente, começa também a ser vítima das más línguas de seus difamadores. Quem não sofreu esta prova não começou ainda a progredir. E quem não está disposto a sofrê-la, é porque não está decidido a converter-se”.

 

SANTO AFONSO DE LIGÓRIO

“Todos os sofrimentos vêm das mãos de Deus, diretamente ou indiretamente através dos homens”.

“Quando uma alma goza da presença amorosa de Deus, todas as dores, os desprezos e os maus tratos, em vez de afligirem, consolam, pois Continue lendo Os mais belos ensinamentos dos Santos sobre: O SOFRIMENTO

Oração pela conversão dos infiéis         

De São Francisco Xavier

Deus eterno, Criador de todas as coisas, lembrai-vos que as almas dos infiéis são obras de vossas mãos, e que são feitas a vossa imagem e semelhança. Vede porém , Senhor, com desdouro do vosso Nome o inferno se enche destas almas. Lembrai-vos que Jesus Cristo, vosso Filho, derramou todo o seu Sangue e padeceu morte atrocíssima por elas. Não permitais, pois, Senhor, que o vosso Filho seja por mais tempo desprezado pelos infiéis. Deixai-Vos antes aplacar e mover à piedade pelas orações de vossos santos e da Igreja, esposa do vosso santíssimo Filho. Lembrai-Vos da vossa misericórdia e, esquecendo a sua idolatria e infidelidade, fazei que também eles enfim conheçam a Jesus Cristo, Nosso Senhor, que é nossa salvação, vida e ressurreição nossa, e por quem fomos livres salvos, a que seja dado honra, glória e louvar para sempre. Amém.

Comunidade de Tradição Católica em Parnaíba-PI. Tradição Católica no Brasil. Missa Tridentina no Piauí.