Bula Quo Primum Tempore

O texto que apresentamos a seguir é a tradução da Bula Quo Primum Tempore, do Papa São Pio V, datada de 14 de julho de 1570. Poucos são os documentos pontifícios que apresentam tamanho vigor, clareza, determinação. E isso tudo, para proteger a Santa Missa dos ataques dos inimigos.

Feita na medida do nosso tempo, a Bula de São Pio V precisa ser conhecida por todos os fiéis empenhados no combate pela Tradição, pela Missa de sempre. Ela é nossa principal arma, mais do que uma arma, uma muralha protetora, inquebrantável, intransponível.

Continuar lendo “Bula Quo Primum Tempore”

“Um dia, um papa,…, retomará as rédeas, e tudo o que deve ser corrigido, será corrigido” – Pe. Pagliarani

O futuro da Igreja e das vocações

O Pe. Davide Pagliarani, Superior Geral da Fraternidade São Pio X, concedeu uma entrevista exclusiva ao site oficial do Distrito Francês da FSSPX, La Porte Latine, na qual relembra a fecundidade da Cruz para as vocações e as famílias. Ele enfatiza particularmente a necessidade de guardar o espírito autêntico do fundador, Dom Marcel Lefebvre, “um espírito de amor pela fé e pela verdade, pelas almas e pela Igreja”, em face da recente canonização de Paulo VI e da promoção da sinodalidade na Igreja.

Continuar lendo ““Um dia, um papa,…, retomará as rédeas, e tudo o que deve ser corrigido, será corrigido” – Pe. Pagliarani”

Reveja o conteúdo católico mais acessado em 2018 no site da Capela Santo Agostinho

Com apenas um ano no ar, o site da Capela Santo Agostinho se firmou como uma importante fonte de conteúdo católico em língua portuguesa, figurando mesmo entre os primeiros no ranking da Agência Alexa quando avaliados aqueles do segmento de conteúdo da Tradição Católica. Obrigado a todos que leem e compartilham nossos textos. Rezem por nós! Estaremos sempre rezando por vocês!

Segue abaixo uma retrospectiva com as postagens mais acessadas mês a mês no ano de 2018.

Feliz e Santo 2019 a todos.

JANEIRO/2018

A FSSPX comemora 637 sacerdotes e se prepara para o Capítulo geral em 2018

FEVEREIRO/2018

Os dois erros mais comuns ao se rezar o Terço ou o Rosário

MARÇO/2018

Para o dia de São José: Ato de consagração ao glorioso patriarca São José

ABRIL/2018

Os 8 sinais da tibieza e a pena pela mediocridade na prática da virtude

MAIO/2018

MÊS DE MARIA: Primeiro Dia – A predestinação da Santíssima Virgem

JUNHO/2018

Recebamos com amor as cruzes que não escolhemos e que Deus nos deu

JULHO/2018

Pe. Davide Pagliarani é eleito novo Superior Geral da FSSPX

AGOSTO/2018

Deus quis que assim se procedesse quanto ao Sacramento da Confissão

SETEMBRO/2018

Tornar a pecar mortalmente! Dificultoso é o remédio para o pecado nas pessoas espirituais

OUTUBRO/2018

Orientações para as eleições presidenciais de 2018, por Dom Lourenço Fleichman

NOVEMBRO/2018

Evidentemente nós estamos no tempo do Anticristo

DEZEMBRO/2018

O pecado das pessoas casadas acerca do ato conjugal

PARA RECEBER O BOM CONTEÚDO CATÓLICO DO SITE DA CAPELA SANTO AGOSTINHO DIRETAMENTE NO SEU E-MAIL, CLIQUE AQUI E CADASTRE-SE.

PARA SABER MAIS SOBRE NOSSA COMUNIDADE E CONHECER O PROJETO DA CAPELA, VEJA ESTE VÍDEO COM A MENSAGEM DE DOM LOURENÇO FLEICHMAN

O objetivo de um novo ano

O objetivo de um novo ano não é que tenhamos um novo ano. É que devemos ter uma nova alma e um novo nariz; pés novos, uma nova espinha dorsal, novos ouvidos e novos olhos.

A menos que um homem em particular fizesse resoluções de Ano Novo, ele não faria nenhuma resolução.

A menos que um homem comece de novo sobre as coisas, ele certamente não fará nada eficaz.

A menos que um homem comece com a estranha suposição de que ele nunca existiu antes, é certo que ele nunca existirá depois. A menos que um homem nasça de novo, ele de modo algum entrará no Reino dos Céus.

G.K. Chesterton

Oração para a passagem do ano

Meu Jesus  adorado, queremos vos oferecer nesta hora em que o tempo vira uma página da história dos homens, nosso olhar e nossas orações, contemplando o Mistério do Natal, do Vosso Presépio, onde nascestes para nos salvar.

E assim como fostes não mais do que uma frágil criança, dependendo em tudo de Vossa Mãe Santíssima e de S. José, Vosso Pai adotivo, assim queremos ser, diante de Vós e de Vosso Pai.

Antes  de tudo, queremos agradecer por todas as graças que recebemos ao longo deste último ano, graças de perdão, graças de amor, vindo em nossos corações pela Santa Comunhão. Também por todas as forças e ajudas que recebemos de Vós para bem realizar nossas obrigações e deveres, tanto materiais quanto espirituais.

Nós sabemos, ó Bom Jesus, que por causa do abandono em que vos deixamos por nossos pecados, tudo o que temos nos vem da pobreza da gruta em que nascestes, da Cruz que  aceitastes por nossa causa. E que, pela gloriosa Ressurreição alcançaremos, nós também, o Céu onde habitais.

Hoje o mundo se prepara para festejar um ano que termina, outro que começa. Nós queremos nos lembrar, antes de tudo, que foi o Vosso nascimento em Belém que deu origem a todos os séculos. Ali, naquela hora sublime,  o tempo parou de contar para dar início a uma nova era, marcada por Vossa presença sobre a Terra.

É assim que queremos viver todos os dias, lembrando que um dia, estivestes pisando o pó das nossas estradas, falando com nossa gente, morrendo sobre uma Cruz para  mostrar o caminho do Céu. Dessa lembrança virá nossa felicidade neste novo ano.

Que este ano bom seja para nós e para todos os nossos queridos pais, parentes e amigos, de verdadeira felicidade e sincera paz, e que os fogos e festejos dessa hora só nos faça estar mais próximos do tempo sem fim da Vossa Eternidade.

Amém.


CLIQUE AQUI E CADASTRE-SE PARA RECEBER BOM CONTEÚDO CATÓLICO EM 2019 NO SEU EMAIL

Vida de tribulações que Jesus Cristo começou a levar desde o seu nascimento

Defecit in dolore vita mea, et anni mei in gemitibus — “A minha vida tem desfalecido com a dor, e os meus anos com os gemidos” (Ps. 30, 11).

Sumário. A vida de Jesus Cristo foi um martírio contínuo, e mesmo um duplo martírio, porque tinha continuamente diante dos olhos todas as dores que haviam de atormentá-Lo até à morte. Entre todas aquelas dores, porém, a que mais o afligiu, foi a previsão dos nossos pecados e da nossa ingratidão depois de tamanho amor da sua parte. É, pois, verdade, ó Jesus, que com os meus pecados Vos tenho causado aflição durante toda a vossa vida!

Continuar lendo “Vida de tribulações que Jesus Cristo começou a levar desde o seu nascimento”
Nenhum comentário