Arquivo da tag: Jejum

Os 3 motivos pra se praticar o jejum, segundo São Tomás de Aquino

 Meditações extraídas das obras de São Tomás de Aquino

Pratica-se o jejum por três motivos:

Primeiro, para reprimir as concupiscências da carne. Donde o dizer o Apóstolo (2 Cor 6, 5): «Nos jejuns, na necessidade», porque o jejum conserva a castidade. Pois, como diz Jerônimo, «sem Ceres e Baco Vênus esfria», i. é, pela abstinência da comida e da bebida a luxúria se amortece.

Segundo, praticamos o jejum para mais livremente se nos elevar a alma na contemplação das sublimes verdades. Por isso, refere a Escritura que Daniel (Dn 10), depois de ter jejuado três semanas, recebeu de Deus a revelação. Continue lendo Os 3 motivos pra se praticar o jejum, segundo São Tomás de Aquino

Entramos na Quaresma. É um tempo muito precioso.

Benefícios do jejum

Por Pe. Emmanuel-André

Nestas passagens, tiradas de conferências espirituais inéditas, dadas na comunidade de monges beneditinos de Mesnil-Saint-Loup, o pe. Emmanuel ressalta com clareza, apoiando-se na liturgia, os numerosos benefícios do jejum. 

Reproduzimos estes textos aqui pois a prática do jejum na Quaresma, apesar de não mais obrigatória (salvo na quarta-feira de cinzas e na sexta-feira santa), segue sempre recomendada, desde que a saúde o permita e que não impeça o cumprimento dos deveres de estado.  Continue lendo Entramos na Quaresma. É um tempo muito precioso.

Meditação para Quarta-feira de Cinzas

A lembrança da morte e o jejum quaresmal

Por Santo Afonso Maria de LIgório

Sumário. Os insensatos que não creem na vida futura estimulam-se com o pensamento da morte a passarem bem a vida. De maneira bem diferente devemos nós proceder, os que sabemos pela fé que a alma sobrevive ao corpo. Nós, lembrando-nos de que em breve temos que morrer, devemos cuidar da nossa eternidade e por meio de oração e penitência aplacar a justiça divina. É com este intuito que a Igreja, depois de por as cinzas sobre a cabeça, nos ordena o jejum da Quaresma. Continue lendo Meditação para Quarta-feira de Cinzas

O jejum das quatro têmporas do Advento

O quarto preceito da Igreja: jejuar e abster-se de carne quando manda a Santa Madre Igreja, manda-nos que jejuemos e nos abstenhamos de carne na Quarta-Feira de Cinzas e na Sexta-Feira Santa; e que nos abstenhamos de carne em todas as sextas-feiras do ano. Esta abstinência pode ser comutada por outra obra pia, a juízo do Bispo Diocesano.

O jejum consiste em tomar uma só refeição, durante o dia, e em não comer coisas proibidas. Nos dias de jejum, a Igreja permite ainda uma pequena parva pela manhã, e uma ligeira refeição à noite, ou, então, cerca do meio-dia, quando se deixa para a tarde a refeição maior.

Continue lendo O jejum das quatro têmporas do Advento

Resoluções para sua Quaresma

JEJUM: Jejuar toda sexta-feira, ou toda quarta e sexta-feira;

MISSAS: Além do domingo, escolher ao menos um dia de semana pra assistir a Missa. Abrir seu missal todos os dias para meditar nos textos das missas de cada dia;

ORAÇÃO: Por exemplo, rezar a Ladainha de Todos os Santos, o Terço todos os dias, etc;

DISSIPAÇÃO: Cortar a televisão, novelas, programas. Diminuir a Internet, o vídeo-game. Fugir das redes sociais;

MORTIFICAÇÃO: Por exemplo, tomar banho frio, não comer doce, refrigerante… Rezar de joelhos.

LEITURA: Escolha um livro para ler durante a Quaresma (espiritualidade, vida dos santos, doutrina, etc…).

Com estas práticas, conseguimos viver profundamente a nossa Quaresma, a Semana Santa e a Páscoa.