Arquivo da tag: Penitência

A aversão ao sacrifício e as lições dos mistérios dolorosos

Mal funestíssimo, que Nós nunca deploraremos bastante, porque ele sempre mais difusa e ruinosamente envenena as almas, é a tendência a fugir da dor e a afastar por todos os meios as adversidades.

De feito, a maioria dos homens não consideram mais, como deveriam, a serena liberdade de espírito como um prêmio para quem exercita a virtude e suporta vitoriosamente perigos e trabalhos; mas excogitam uma quimérica perfeição da sociedade, em que, removido todo sacrifício, se deparem todas as comodidades terrenas.

Ora, este agudo e desenfreado desejo de uma vida cômoda debilita fatalmente as almas, que, mesmo quando Continuar lendo A aversão ao sacrifício e as lições dos mistérios dolorosos

A penitência prepara o santo. Sermão do 4º Domingo da Quaresma

Por Dom Lourenço Fleichman, Fortaleza, 2014

Meus caríssimos irmãos, não deixa de ser interessante nós vermos esses homens da Palestina, judeus que esperavam a séculos a vinda do Messias, ao verem o milagre que Jesus fizera com cinco pãezinhos alimentando uma multidão de quatro mil homens, imediatamente conceberam na sua cabeça naturalista, ou seja, muito terrena, muito horizontal, pouco espiritual, a ideia de que aquele homem devia ser rei, porque o rei vai distribuir pão para toda a gente e não haverá mais pobreza no mundo. Diversas vezes no evangelho nós vemos essa diferença entre a pobreza e a riqueza. O pobre querendo ser rico e Jesus dizendo: não é por aí! Não vim aqui para trazer riquezas para vocês, eu vim para trazer a vida sobrenatural, eu vim para que vocês entendessem que não é o horizontal que nos interessa, porque não só de pão vive o homem. Nem só de pão vive o homem, mas Jesus multiplicou os pães porque eles estavam com fome e enfraquecidos, pois há dias seguiam Nosso Senhor e estavam necessitados daquele alimento material. Ah, Ele dá! Nosso Senhor nos dá o alimento material. Ele nos dá o necessário para viver desde que nós tenhamos nossas mentes e espíritos colocados nas coisas do Céu, nas coisas de Deus e não nas coisas da terra.

Essa diferença entre a vida natural e a vida sobrenatural, infelizmente, nós temos uma tendência muito grande de perder. Temos a tendência muito grande de não compreender e de estarmos sempre voltados para as coisas da terra, para as coisas da nossa casa, da nossa vida, que são importantes, têm seu lugar. Nós temos responsabilidades a cumprir também nessa ordem, mas não quando Deus está na nossa frente. Não quando as coisas de Deus estão na nossa frente.

Nós acabamos de ouvir uma epístola, uma leitura em que Continuar lendo A penitência prepara o santo. Sermão do 4º Domingo da Quaresma

61 Exercícios de mortificação cristã

Pelo Cardeal Desidério José Mercier

A mortificação cristã tem por fim neutralizar as influências malignas que o pecado original ainda exerce nas nossas almas, inclusive depois que o batismo as regenerou.

Mortificação do corpo

1º Limite-se, tanto quanto possa, em matéria de alimentos, ao estritamente necessário. Medite estas palavras que Santo Agostinho dirigia a Deus: “Me ensinastes, oh meu Deus, a pegar os alimentos somente como remédios. Ah, Senhor!, aqui quem de entre nós não vai além do limite? Se há um só, declaro que este homem é grande e que deve grandemente glorificar vosso nome” (Confissões, liv. X, cap. 31);

2º Roga a Deus com frequência, roga-lhe a cada dia que lhe impeça, com Sua graça, de transpassar os limites da necessidade, ou deixar-se levar pelo atrativo do prazer;

3º Não pegue nada entre as refeições, ao menos que Continuar lendo 61 Exercícios de mortificação cristã

A prática da mortificação

Por Adolph Tanquerey

A mortificação deve abraçar o homem inteiro, corpo e alma; porque o homem inteiro, se não está bem disciplinado, é que é uma ocasião de pecado. É certo que, falando com rigor, só a vontade é que peca; mas a vontade tem por cúmplices e instrumentos o corpo com os seus sentidos exteriores e a alma com todas as suas faculdades. É, por conseguinte, o homem todo que deve ser disciplinado ou mortificado.

A mortificação combate o prazer. É certo que o prazer em si não é um mal; é até um bem, quando se subordina ao fim para que Deus o instituiu. Ora, Deus quis vincular certo prazer ao desempenho do dever, a fim de facilitar o seu cumprimento. Assim, por exemplo, encontramos certo gosto no comer e beber, no trabalho, e noutros deveres deste gênero. Donde se deduz que, Continuar lendo A prática da mortificação

Resoluções para sua Quaresma

JEJUM: Jejuar toda sexta-feira, ou toda quarta e sexta-feira;

MISSAS: Além do domingo, escolher ao menos um dia de semana pra assistir a Missa. Abrir seu missal todos os dias para meditar nos textos das missas de cada dia;

ORAÇÃO: Por exemplo, rezar a Ladainha de Todos os Santos, o Terço todos os dias, etc;

DISSIPAÇÃO: Cortar a televisão, novelas, programas. Diminuir a Internet, o vídeo-game. Fugir das redes sociais;

MORTIFICAÇÃO: Por exemplo, tomar banho frio, não comer doce, refrigerante… Rezar de joelhos.

LEITURA: Escolha um livro para ler durante a Quaresma (espiritualidade, vida dos santos, doutrina, etc…).

Com estas práticas, conseguimos viver profundamente a nossa Quaresma, a Semana Santa e a Páscoa.